Retorno sem vacina e sem testes para o trabalhador da educação, um simples funcionário público que é tratado com todo descaso e atacado por todos os lados

Fonte: G1

Duas escolas municipais de Santos, no litoral de São Paulo, tiveram que suspender parcialmente as aulas presenciais por conta de casos suspeitos de Covid-19 entre alunos e professores. A Secretaria de Educação de Santos informou, nesta quarta-feira (17), que as pessoas estão sendo acompanhadas e que nenhum caso ainda foi confirmado.

Os casos suspeitos surgiram na Unidade Municipal de Ensino (UME) Martins Fontes, localizada no Morro da Penha, na Unidade Municipal de Ensino Pedro II, que fica na avenida Prof. Aristóteles Menezes, na Ponta da Praia e na Escola Municipal Rural Ilha Diana, na Área Continental.

De acordo com a Prefeitura de Santos, uma professora que ministrou atividades presenciais na UME Pedro II, no período da manhã de 8 a 12 de fevereiro, e informou à escola que estava com suspeita de Covid-19. Por conta disso, a direção da escola resolveu suspender as aulas presenciais por um período de 10 dias, a partir desta quarta-feira, apenas no período da manhã. As aulas presenciais para estas turmas retornam, no esquema híbrido, a partir de 1º de março.

Outro caso suspeito surgiu na UME Martins Fontes. Um professor que atuou na escola, de 8 a 10 de fevereiro, apresentou sintomas de Covid-19. O grupo escolar, que já estava em aulas on-line desde quinta-feira (11), por conta do esquema híbrido definido pela escola, foi informado que deve ficar em casa por 10 dias. Um aluno também apresentou sintomas e os testes vão ser feitos nesta quarta.

Já na Escola Municipal Rural Ilha Diana, localizada na Área Continental, uma professora apresentou atestado de sete dias, depois de passar pelo médico com suspeita de Covid-19, na última segunda-feira (15).

A Secretaria de Educação de Santos (Seduc) informou que, até o momento, nenhum caso de Covid-19 foi confirmado entre os profissionais da Educação. Os casos estão sendo acompanhados pelos técnicos do Programa Saúde na Escola, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde. Todas as unidades de ensino estão cumprindo todos os protocolos sanitários exigidos.

As aulas na rede municipal de Santos voltaram no dia no dia 1º de fevereiro. As escolas adotaram o formato híbrido, ou seja, com aulas presenciais e remotas, seguindo um planejamento específico para cada modalidade de ensino.

sindsv

Sindicato dos Trabalhadores no Magistério e na Educação Municipal de São Vicente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *